correio

ASFOC – Sindicato Nacional

A direção da Asfoc-SN lamenta e se solidariza com o médico epidemiologista Eduardo Hage, novamente preso de forma arbitrária e abusiva. Desta vez, a 5ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Distrio Federal pediu sua prisão, desconsiderando o Habeas Corpus concedido pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Rogério Schietti Cruz.
Hage foi detido na sexta-feira passada (25/09). O Sindicato exige transparência e justiça no processo, que investiga supostas fraudes na compra de testes para a Covid-19. Que ele possa ter o direito constitucional de se defender adequadamente, respeitando-se todos os trâmites legais, e sob a presunção de sua inocência.
A Asfoc lembra que o médico sempre foi um profissional de reputação ilibada e que mantém, perante a sociedade, seus colegas de trabalho e familiares, uma reconhecida idoneidade moral.
Entenda melhor o caso em

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *